Top
O modelo de currículo ideal para quem tem pouca experiência

O modelo de currículo ideal para quem tem pouca experiência

Muito bem, você é jovem e está diante de uma página em branco que precisa se transformar em um currículo.

A dúvida virá mais cedo ou mais tarde: o que incluir na seção “experiências profissionais” se você não tem (quase) nenhuma? E como evitar a tentação de preencher espaço com detalhes desnecessários sobre o único estágio que você fez na vida?

Esse tipo de preocupação é natural e extremamente comum entre profissionais em início de carreira. Mas saiba que existem experiências que você com certeza já teve na vida e podem se tornar acessíveis na inclusão do seu currículo. Qualquer experiência bem vivida pode trazer desenvolvimento e evolução e, se esse for o caso, pode aparecer no seu currículo, assim, conseguindo reconhecer suas vivencias como úteis para o mercado de trabalho.

Mencionar qualquer atividade já exercida como muitos chamam de ‘’bico’’, é positivo, considerando que você adquiriu uma experiência profissional. Essa informação será bem vista no momento de uma entrevista, não se preocupe!

Outra forma de chamar a atenção do mercado apesar da sua inexperiência é apostar na sua própria educação. Ao investir em aulas, palestras, oficinas e quaisquer outras formas de qualificação, você passa o recado de que não fica parado e está interessado em progredir na profissão que escolheu.

Esse tipo de “recheio” será muito bem-vindo em seções do currículo como “Cursos complementares” e “Idiomas e informática”.

Também vale falar sobre projetos acadêmicos feitos na faculdade. É superinteressante mencionar trabalhos que exigiram grandes doses de dedicação e competências como liderança e resiliência.